quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Atendimento personalizado: via e-mail, skype, telefone e WhatsApp.

/ /







Atendo pessoas que ainda não conseguem ter um relacionamento duradouro, ainda não encontraram o parceiro de suas vidas.



Pessoas que estão num relacionamento conflituoso. Algumas me procuram já decididas pela separação e outras decididas a salvar seu relacionamento. Vejo pessoas desistindo da separação quando antes já estavam decididas por ela, e pessoas que optam por uma separação quando esta alternativa ainda não lhes parecia tão clara.



Pessoas que ainda estão ligadas ao sofrimento daquele momento ou ao ex-parceiro e por isso não conseguem levar a vida adiante.



Pessoas que querem reconquistar o (a) ex.




Para todos os casos, meus clientes compreendem que a vida vale a pena ser vivida em sua mais profunda intensidade. Que momentos simples e singelos são tão significativos quanto datas especiais, e que vale a pena investirmos nos nossos relacionamentos. Casais felizes fazem uma sociedade melhor.



Andreia Fargnoli: Especializada em relacionamentos.



Atendimentos  via e-mail, telefone e Skype e agora WhatsApp   para todos os países. 

Clientes de outros países: Transferências podem ser feitas por  Western Union.

Consulte valores no:

dicasderelacionamento@hotmail.com

Andreia Fargnoli




Participe da nossa página no Facebook: clique aqui


quinta-feira, 21 de maio de 2015

O DESAPEGO NOS RELACIONAMENTOS

/ /
Muitos interesses atuam no sentido de deturpar os conceitos que podem levar o homem ao caminho verdadeiro e a sua completa liberdade, e o desapego também não escapou disto.
O desapego nos relacionamentos vem sendo banalizado e divulgado como simples sexo livre.
Desapego não é falta de interesse nem falta de amor, mas apenas independência.
Imagine que você ganhe um carro maravilhoso, confortável e com tudo que poderia imaginar. Certamente terá muito prazer em dirigi-lo. Não há nenhum problema nisto, estamos aqui para ser felizes.
Mas se depois desfazer-se deste carro se tornar um problema, significa que você passou a depender dele. Aquele prazer que antes você não conhecia e não lhe fazia falta agora se tornou essencial para você. Você ficou viciado naquele prazer, apegou-se e depende dele. Esta é a fonte de todo o sofrimento. Você pode usar, mas não precisa ter, deve se manter livre e independente, ou todo prazer vai reverter em sofrimento.
Todo apego gera sofrimento.
No amor e nos relacionamentos pessoais vale a mesma regra. Você só estará pronto para amar verdadeiramente quando estiver bem sozinho, quando se bastar e não depender dos outros. Deve ser muito bom estar com a pessoa que ama, mas também deve ser muito bom estar sem ela. Seu amor não pode ser uma muleta.
“Quem não é um bom impar,
jamais será um bom par.”

Você também precisa entender que tudo que faz é por si mesmo, e não pelos outros, não deve esperar contrapartida.
Se quiseres preparar um café da manhã para a pessoa que ama, e surpreendê-la, faça-o e mergulhe todo seu ser nesta tarefa, absorva o prazer de cada instante, de cada detalhe da preparação. Entregue ao seu amor e curta cada detalhe, cada expressão do seu rosto, absorva aquilo e sinta todo o prazer que você merece. Depois, sinta-se satisfeito, compreenda que foi bom para você e que o outro não precisa retribuir. Não espere que lhe façam o café da manhã no dia seguinte. Se você não quiser repetir mais isso, não repita, mas também não cobre nada do seu amor. Você simplesmente fez o que queria e lhe deu prazer. Isto basta, acabou, não espera nada em troca. Você fez porque quis e foi bom para você ! Só isso ! Acabou !
Este é o amor incondicional, que não espera nada em troca, que não se apega porque respeita a liberdade do outro. Que ama a essência do outro e todas as suas formas de manifestação. Onde suprimir uma destas formas de manifestação é macular este amor, é destruir o que você ama.
Amar verdadeiramente é amar o outro em liberdade e não em uma gaiola.
Os que não entendem estes conceitos vão confundir isto com falta de interesse, porque só sabem viver no apego. Se apegam e se viciam em tudo que gostam e não conseguem entender como alguém pode gostar e não sofrer com uma perda.
Você deve amar ao outro como ser livre, sem posse e sem dependência. A sensação de posse vem da sua dependência, do medo de perder. Você não é livre porque depende e quer tirar a liberdade do outro para não perdê-lo.
Dependência não é amor, quem depende apenas usufrui. É apenas um vampiro. E dois vampiros formam apenas uma simbiose, mas nunca serão dois amantes.
“Dê a quem você ama:
asas para voar,
raízes para voltar
e motivos para ficar.”
Dalai Lama

Não há nada mais belo do que dois seres livres permanecerem juntos ligados pelo amor incondicional. Este é o verdadeiro amor, fiel pela sua natureza, que é a própria liberdade.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Sua vida está difícil? Você pensa em desistir? Leia isso antes!

/ /
pilulas-de-sentimentos










Lutar é com certeza a atitude mais difícil que podemos tomar! Desistir é bem mais fácil, bem mais cômodo, basta não fazer nada e reclamar da vida, das dificuldades, da falta de oportunidades, do plano econômico, do governo, dos juros, enfim… tudo é motivo para afirmar que a vida é dura e que é melhor desistir.
Certa vez vi o depoimento do Maestro João Carlos Martins no final de uma novela da Rede Globo (veja o vídeo clicando aqui ), e fiquei impressionada com a sua história de vida e determinação já que por muitas das vezes ele teve “n” motivos para desistir mas sempre virava o jogo…. e viveu feliz para sempre…. 
Não, a vida não é um conto de fadas, infelizmente lhe era pregado uma nova peça e ele não desistia, mas se reinventava.



terça-feira, 19 de maio de 2015

O Que é Sexting?

/ /


É o hábito de divulgar através dos meios digitais, redes sociais e aplicativos imagens, vídeos e mensagens de conotação sexual, principalmente entre adolescentes.


O compartilhamento de fotos íntimas em sites e aplicativos para smartphones, como o Whatsapp, tem se tornado cada vez mais comum com o aumento do uso da internet por adolescentes. A prática, entretanto, se tornou um perigo para muitos jovens que, na maior parte das vezes, não medem os riscos dessa exposição. Entre os exemplos mais comuns e que fazem mais vítimas está o sexting – divulgação de mensagens, fotos ou gravações de conteúdo erótico ou sensual por meio eletrônico, principalmente, celulares.

Um levantamento da ONG Safernet, que há oito anos tem um serviço de denúncias online, aponta que, em 2014, foram registrados 224 casos de sexting – um aumento de 120% em relação a 2013 – quando foram registrados 101 casos.


A privacidade no Brasil é um direito de todos. Isso é garantido ao cidadão através do artigo 5° da Constituição de 88, sendo assim direito inviolável a intimidade, a vida privada, a honra e a conservação da imagem das pessoas. Quando esse direito é invadido ou quebrado, a pessoa lesada possui o direito à indenização pelo dano material e, neste caso, geralmente moral da violação. Quem pratica o sexting, ou seja, pessoas que veiculam esses vídeos, imagens e informações sem o consentimento da pessoa está cometendo um crime e pode pegar uma pena de três a seis anos de prisão.
Essa punição está inserida nos termos da lei do Estatuto da Criança e do Adolescente e qualquer pessoa que distribuir, divulgar ou publicar esse tipo de conteúdo está corroborando com a pornografia infantil. Por mais que o adolescente em si não seja um agressor ou criminoso sexual, ele serve como uma ponte, expondo e permitindo que essas crianças e adolescentes cheguem nas mãos desses criminosos.
A melhor forma de evitar que esse tipo de atentado à privacidade aconteça é não tirando imagens íntimas, gravando vídeos ou trocando mensagens desse porte via sms, whatsapp, Facebook e outros aplicativos e redes sociais. Na dúvida, é sempre melhor não se expor dessa maneira, mesmo que sejam conteúdos que não se têm o propósito de divulgar, pois uma vez que estão no computador e celular podem cair na mão de hackers ou crackers maldosos que usem isso para ocasionar alguma invasão à privacidade, atacar uma pessoa ou por pura diversão.
O correto é divulgar o mínimo de divulgação pessoal possível a desconhecidos e mesmo aqueles que aparentemente são de confiança, na internet, pois nunca se sabe o que esperar. Evite colocar muitas fotos suas ou informações demais em suas contas. Os pais devem fazer parte e fiscalizar o que os filhos fazem na internet para evitar que esse tipo de abuso se expanda. A escola também deve integrar o debate, trazendo o tópico em discussões escolares e coibindo esse tipo de atitude. Qualquer criança ou adolescente que descobrir ter sido vítima do sexting deve denunciar, pois por mais que exponha isso aos pais e outras pessoas, essa é a única forma de chegar aos responsáveis e puni-los de forma adequada através da justiça.
O sexting é uma prática ofensiva e criminosa e que está diretamente relacionada com outros crimes como o cyberbullying que, como o nome já diz, trata-se do bullying pela internet. Assim, o sexting se constitui como uma ofensa moral e como difamação. Essa divulgação também contribui para o aumento da pedofilia e pornografia infantil e se caracteriza como roubo de informação quando o conteúdo é obtido de maneira ilegal. Para as mulheres, a divulgação de suas imagens íntimas também pode ser inserida na Lei Maria da Penha.

domingo, 17 de maio de 2015

Aprenda as dicas de como "RECONQUISTAR SEU EX"

/ /


Reconquistar é um processo doloroso, pela dor que está passando no momento e pelo sentimento e dúvida se vai conseguir reconquistar ou não. 
Desde já adianto que, se ele não demonstra interesse algum em voltar, vai ser perda de tempo tentar. 
Tentar reconquistar ex é pra quem tem a certeza de que as coisas ainda podem ser melhores e diferentes. E não esqueçam que algumas reconquistas não valem a pena, portanto pense bem antes de tentar. 
Afaste-se completamente durante uns 15 dias.
Não fuce facebook, whatsapp, e nem outras redes sociais dele. Mantenha suas redes sociais atualizadas apenas se você for fazer uma postagem decente, indiretas para ele só vão elevar o ego dele. Faça publicações que não tem nada a ver com sua situação atual, ninguém precisa saber o que se passa na sua vida. 
Não chore, nem se desespere atrás dele, cada vez que você demonstra insegurança e carência, mais vai afastá-lo. 
Se entre os 15 dias de afastamento ele te telefonar não atenda prontamente, deixe a ligação cair e retorne depois de uns 10 minutos perguntando o que ele deseja e diga que estava ocupada. Trate-o como um conhecido qualquer. Afinal de contas agora ele não é prioridade mais na sua vida. 
Mensagens de whatsapp podem ser visualizadas, mas não respondidas prontamente, responda depois de algumas horas friamente. 
O negócio é se fastar de tudo até que ele pense no porque que você sumiu, assim ele vai te procurar. é nesse momento que você vira o jogo. Deixe-o sem noticias suas, sem saber por onde você anda, com quem, o que anda fazendo. Só assim ele sentirá medo de ter te perdido. Não estacione sua vida. É difícil entender quando as amigas dizem que você precisa se cuidar mais, mas é a realidade. Faça cursos, mude o visual, saia, vá passear, ver gente, compre roupas novas, mas tudo dentro do seu limite, do natural, da sua essência.

Concluindo:  Como ele te tratava? Qual o grau da atenção que ele te dava? Que importância ele dava ao relacionamento de vocês? Se você enxergar que tudo era mais um costume, não vale a pena.


Você tem alguma dúvida? Deixe nos comentários



sábado, 16 de maio de 2015

‘Hormônio do amor’ pode aumentar o medo e a ansiedade

/ /


A oxitocina é conhecida como o "hormônio do amor". Descoberta no início do século 20, essa molécula está diretamente relacionada à empatia, à moral e ao laço afetivo entre uma mãe e seu bebê. Nos últimos anos, descobriu-se ainda que a oxitocina é liberada durante o sexo e que ela tem um papel preponderante na confiança e cooperação entre animais. Seu viés positivo levou a diversos testes clínicos para o uso farmacológico desse hormônio, como o tratamento da ansiedade exacerbada. Mas agora, uma nova pesquisa vem engrossar o ainda pequeno número de evidências que apontam para um lado obscuro da oxitocina. De acordo com um estudo da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, esse hormônio pode causar sofrimento, como uma sensação aumentada de medo e de stress. O estudo foi publicado no periódico Nature Neuroscience.
Saiba mais
OXITOCINA
É um hormônio predominantemente feminino que é produzido pelo hipotálamo, parte do cérebro que liga o sistema nervoso ao sistema endócrino. Além de ser liberado em momentos de intimidade física, ajuda a induzir as contrações musculares no útero durante o parto e a liberação de leite para amamentação. Está relacionado ao afeto pelo parceiro e pela prole. Ainda é predominantemente relacionado à indução de sentimentos positivos.
Segundo o estudo americano, a oxitocina aparenta ser o motivo pelo qual situações estressantes, como sofrer bullying na escola ou mesmo ser atormentado pelo chefe, podem desencadear sentimentos ruins depois de um tempo do evento. Para isso, o hormônio age fortalecendo a experiência social em uma área específica do cérebro. Em outras palavras, isso significa que se um acontecimento social é negativo ou estressante, o hormônio acaba por intensificar essa memória.
Pesquisa - Como o stress social crônico é uma das principais causas de ansiedade e depressão, conhecer esse lado "negro" do hormônio se torna fundamental. Ainda mais por causa do grande número de estudos clínicos sobre seu uso terapêutico no controle da ansiedade. "Ao compreender o sistema duplo da oxitocina em desencadear e reduzir a ansiedade, dependendo do contexto social, podemos melhorar os tratamentos com esse hormônio", diz Jelena Radulovic, autora sênior do estudo e professora na Escola de Medicina Feinberg, da Universidade Northwestern.

Os pesquisadores descobriram que a oxitocina fortalece memórias sociais negativas e ansiedades futuras ao desencadear uma importante molécula de sinalização, conhecida como ERK. Essa molécula se torna ativa por seis horas depois de ocorrida uma experiência social negativa. Já a sensação de medo acontece porque a ERK estimula uma região cerebral envolvida em respostas emocionais e com o stress.
A nova pesquisa é semelhante a três estudos recentes com o hormônio - todos começam a apresentar interpretações complexas do papel do hormônio nas emoções. Esses experimentos foram realizados em uma região cerebral na qual é encontrado o mais alto índice de oxitocina, além de ter uma quantia alta de receptores do hormônio.

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga meu Facebook