sábado, 28 de janeiro de 2012

Como responder às perguntas sobre sexo feitas pelas crianças

/ /


Por vergonha ou desinformação, muitas mães ficam irritadas quando os filhos perguntam algo sobre
 sexo. Com isso, elas se excluem de uma fase importante na vida dos jovens. Especialistas indicam como oferecer uma orientação adequada a crianças e adolescentes, sem ter vergonha ou deixar o tema virar tabu.
Veja o que dizer quando a garotada fizer alguma pergunta difícil:
Para crianças acima de 5 anos
Olha! Meu pipi fica duro! Tem um osso aqui dentro?
Filho, isso acontece às vezes. Não tem um osso dentro, é o sangue que deixa assim. Mas daqui a pouco ele vai voltar ao que era antes.
Por que fica molhado no meio das minhas pernas?
Filha, isso acontece quando você brinca com a vagina, já reparou? É uma lubrificação natural do corpo, é um sinal de que está gostoso. Mas é importante que você não brinque assim na frente dos outros.
Por que a mamãe tem pelo aí?
Quando você crescer, também terá pelos nessa região, filha. Aliás, ela se chama vulva.
Como a sementinha entra na mamãe?
Quando um homem e uma mulher têm uma relação sexual, eles fazem carinho e ficam bem juntinhos. Ele põe o pênis na vagina dela e os dois se abraçam. Então, acontece um momento especial: sai um líquido do pênis, o sêmen, com milhares de sementinhas, os espermatozoides. Eles entram no corpo da mulher pela vagina e formam um embrião. O embrião se desenvolve na barriga da mamãe e se transforma em um bebê.
O que é boiola?
É um nome feio usado para desrespeitar homens que amam outros homens e têm relações sexuais com eles. O certo é dizer homossexuais, e ofendê-los é muito feio.
Pra que serve essa tal de camisinha?
Quando um homem e uma mulher não querem ter filhos, eles usam essa proteção, que é um saquinho de borracha em volta do pênis. Ele serve também para evitar doenças como Aids.
Posso mexer no pipi do papai?
Não, você não pode mexer no pênis ou na vagina de um adulto nem deixar que um adulto faça isso em você. Se um adulto lhe pedir isso, fale com o papai ou a mamãe.
Para adolescentes
Mãe, quando você perdeu a virgindade?
Já que você perguntou isso, queria contar um pouco de como eu conheci seu pai e dos meus medos e angústias naquela época... (conte a história.)
Qual é a hora certa de transar?
Não existe hora certa, a pessoa precisa estar pronta emocional e fisicamente para isso. Errado é transar sem preparo, só porque os colegas já transaram.
A vagina fica mais larga se a menina tem uma vida sexual ativa?
Não. Apesar de a vagina dobrar de tamanho durante a relação sexual, depois ela volta às dimensões que tinha antes do sexo.
Dói fazer sexo?
Só dói se a garota não estiver excitada o suficiente para começar a penetração. Nesse caso, a vagina não fica lubrificada.
Mãe, eu posso tomar pílula anticoncepcional?
Que tal conversarmos sobre as vantagens e desvantagens? Depois disso, eu apoiarei a decisão que você tomar.

 

Por que falar de sexo com seu filho?

· Para que ele não ache que sexo é algo sujo e proibido, e sim, um gesto de amor que deve acontecer de forma natural e prazerosa na hora certa.
· A conversa evita o preconceito. Você pode ensiná-lo, por exemplo, a não chamar um amigo gay de "boiola".
· Informá-lo sobre camisinha e pílula evita a gravidez precoce na família.

Importante!

· Ao dar as respostas para o seu filho, use palavras corretas para designar os órgãos sexuais (pênis e vagina).
· Seja direta e responda apenas o que foi perguntado.
· Reforce a noção de que sexo inclui prazer, responsabilidade e respeito.
· Lembre seu filho pequeno de que criança não pode fazer sexo. Diga com firmeza que isso é algo para adultos.

FONTES: Conversando com seu Filho sobre Sexo, de Marcos Ribeiro (ed. Academia), Como Falar de Sexo com seus Filhos, de Logan Levkoff (ed. Gente), e 500 Perguntas sobre Sexo do Adolescente, de Laura Muller (Ed. Objetiva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no dicasderelacionamento@hotmail.com .


Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Siga meu Facebook