sexta-feira, 26 de julho de 2013

Ele não me valoriza, o que fazer?”



É difícil quando a gente gosta de alguém e depois de um tempo percebe que esse alguém nao é a pessoa mais indicada e merecedora do nosso amor, o problema é quando nos deparamos com a difícil tarefa de admitir isso e em seguida tomar atitudes para resolver o problema. Realmente não é fácil.
Resolvi escrever esse artigo, a partir da dúvida de uma leitora. Ela, 31 anos, divorciada, conheceu um rapaz, diferente do que estava habituada a se relacionar, e mesmo com as diferenças, se viu bastante apaixonada por ele.
Com o passar do tempo as coisas foram mudando, ele ja a tratava friamente, e não admitia que ela desconfiasse ou indagasse qualquer questão relacionada a traição, pois logo ele a tratava mal e humilhava, chegando a dizer que não era a mulher q ele gostaria que fosse.
Bom diante de uma situação assim o melhor a fazer é deixa-lo né, já que ele não está satisfeito e não te trata bem como você deveria ser tratada, que tal partir pra outra e cada qual seguir seus caminhos?
O problema está aí, é simples falar. Mas deixar o sentimento de lado, ser forte e decidir que não se quer mais aquilo e seguir em frente, é muito complicado quando se gosta muito de alguém.
O fato é que nos acostumamos a situação e é mais difícil sair desse estado de comodismo e encarar as mudanças. Principalmente quando sabe que vai sofrer, que vai sentir falta. Devemos controlar nossos sentimentos e não deixar que eles nos controlem. Devemos amar sim, se entregar a uma relação, mas esquecer de si mesmo, jamais.
Viver a vida do outro, à sombra dele e, esquecer da nossa, não é a melhor opção. O relacionamento é para um completar o outro e não destruir, derrubar, se sobressair, se anular. É antes de todo o amor, ter o respeito, se não há respeito é questãod e tempo para a relação acabr, se destruir, desgastar.
E antes que você saia dela “destruida”, com sua auto estima totalmente ferida e abalada, melhor sair enquanto ainda há chances de se recuperar uma relação boa, sem intrigas e futuras complicações.
O ideal é se conhecer, saber o que realmente quer pra si, o que vc sente, se aquele relacionamento lhe eleva, traz também bons momentos, enfim.
Ficar um tempinho longe, para saber o que realmente se quer, para poder pensar um pouco e pesar tudo, sem interferencias, e ate mesmo para descobrir que se pode viver sem aquele relacionamento que n acrescenta em nada, é uma boa.
Garanto que se você souber exatamente que rumo seguir, se amar mais, fazer mais coisas por você, não deixar ninguém interferir, fazer seus passeios, se vestir pra você e não para o outro apenas, deixar de criar tantas expectativas em cima do outro, se permitir olhar pra você mesma, se descobrir, tomar a decisão certa e melhor para todos e seguir firme com ela, contar com a ajuda do tempo para superar tudo, garanto que você será bem mais preocupada com seu bem-estar e dificilmente deixará alguém “impedir” sua felicidade, seja lhe desvalorizado ou simplesmente por não merecer o amor que você tem a dar.
Uma pessoa só pode lhe ofender lhe deixar pra baixo se você permitir, se você quiser, pois se você não permitir que aquilo lhe ofenda, não tem no mundo quem consiga. É como se criasse um escudo ao seu redor “eu sei exatamente quem eu sou, o que eu quero pra mim e, não preciso de ninguém que me diga o que sou ou deixo de ser, se estou confiante da pessoa que eu me tornei, impossível eu achar o contrário, só porque alguém disse”.
Quando a gente muda o pensamento da gente, as coisas em volta também começam a mudar, pois se nos achamos bonitas e demonstramos isso, logo ele irá notar também, mesmo que indiretamente.
Então no caso citado acima, acredito que deixando um pouco de lado o outro e olhando mais pra você é a melhor coisa a se fazer, foque em você. E mesmo que tome a decisao de não querer mais o relacionamento com aquela pessoa, e no final das contas perceber que é ele que você ama, mas talvez se ele lhe tratasse melhor, então o melhor a fazer é se valorizar e deixa uma condição, se ele melhorar e mudar o comportamento dele, quem sabe possam voltar a conversar sobre o assunto, caso contrário, deixa como estar, cada um pro seu lado. Em todo caso, não fique esperando o que ele vai dizer, decidir ou fazer. Decida você, faça e não crie expectativas, apenas esteja preprarada para as duas opções.
É um conselho. Mas cabe a você decidir o que vai querer para você.
É basicamente isso, toda mulher deve se amar primeiro, se achar digna de ser amada por alguém, procurar ser independente emocionalmente, encarar as mudanças de cabeça erguida, arcar com as consequências de suas decisões, e o melhor de tudo, investir na sua auto estima sempre, em você sempre. Para depois se dedicar a alguém, e se doar a uma relação.  Pare e analise no que você pode mudar a sua vida.
Vale ressaltar que quando se descobre que é isso mesmo que se quer, que ama a pessoa mesmo com todos os seus defeitos, vale a pena investir na relação, se os dois tiverem dispostos a isso, mas lembre-se, falta de respeito não combina com amor, se não há possibilidade de recuperar o respeito primeiramente, é bom mesmo partir pra outra, antes que as coisas piorem de vez.
Em breve abordaremos mais este assunto. Se você tem uma opinião a dar, deixe um comentário.






Caso você precise ,entre em contato através do e-mail:

dicasderelacionamento@hotmail.com e marque sua consulta particular. Atendo, por e-mail telefone e Skype.


Déia Fargnoli
Consultora de Relacionamento



3 comentários:

  1. Adoreii.. to seguiindo seus conselhos e ta dando resultado , ele está começando a miim valoriizar
    Obg ;)

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! Adorei as dicas.

    ResponderExcluir
  3. Vou tentar mais as dicas sao otimas obg...

    ResponderExcluir

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no dicasderelacionamento@hotmail.com .


Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...