domingo, 8 de janeiro de 2012

Razões para parar de sofrer e conselhos para curar a fossa

/ /




Não sei o porquê, mas, ultimamente, sinto necessidade de explicar o motivo dos meus posts. Este vai para as meninas que me escrevem dizendo que estão mal e sofrendo por causa de alguém... Acredite, eu conheço bem este sentimento. Tudo aqui foi testado e aprovado por mim. Vamos lá!

Razões para parar de sofrer

1 - Porque passa. Mais cedo ou mais tarde, passa. Pode demorar 10 dias, 1 ano, 10 anos, mas a gente tá cansado de saber que todo o sofrimento passa. É como quebrar uma perna e não querer engessar. A gente sabe que dói, e quanto mais cedo formos ao médico, menos tempo sentiremos dor. O problema é que, às vezes, a gente insiste em não "engessar" e prolongar aquela dor, que duraria algumas semanas, em meses, anos, ou até pra sempre.

2 - Porque vamos sofrer de novo. Pra que continuar sofrendo, se sabemos que, algum dia, vamos conhecer outra pessoa, amar e sofrer tudo de novo. O que vamos fazer? Ficar pulando de sofrimento em sofrimento, ou darmo-nos a chance de ser feliz o quanto antes?

3 - Porque sofrer e chorar não faz ninguém apaixonar-se por você. Nunca fez. Você conhece alguém que reconquistou um amor perdido só porque estava sofrendo, chorando todas as noites, escondido, em casa?

4 - Porque faz parte do nosso amadurecimento. Gente, sofrer faz parte da vida. É piegas, eu sei, mas é real. Quem não sofreu? Quem não chorou por alguém? É pra isso que vivemos: aprender com os erros, amadurecer com as quedas, aprender, aprender, aprender.

5 - Porque sair com os amigos, encontrar novas pessoas e novos amores é muito bom. Tá aí, a melhor justificativa pra não curtir uma fossa. Amigo é bom demais. Rir em uma mesa de bar é bom demais. Beijar na boca é bom demais. Viver é bom demais.

6 - Porque você vai amar de novo, e de novo, e de novo. É isso. Esta frase fala por si só. Não tem mistério. A vida é feita de perdas e ganhos, idas e vindas, chegadas e partidas. E, vamos combinar, se apaixonar, conhecer alguém, sentir aquele friozinho na barriga da aproximação do primeiro beijo é maravilhoso. Permita-se sentir isso, SEMPRE.

Conselhos para curar a fossa

1 - Saia de casa. É difícil. Temos a sensação de que pertencemos àquela cama, ouvindo Radiohead, blues, lendo Fernando Pessoa, Carlos Drummond. Ficamos passando e repassando aquelas palavras de dor na nossa cabeça e pensamos que não podemos fazer mais nada além daquilo. NÃO ADIANTA. Essas atitudes não melhoram seu astral, não trazem seu amor, não acrescentam nada.

2 - Dê UM telefonema. Procure uma pessoa que seja para ligar. Converse com ela, combine um cinema, uma volta ao shopping, uma visita a sua casa. Não sofra sozinho, desabafar tira, pelo menos, 50% do peso que sente nas suas costas.

3 - Perceba que você tem, sim, amigos solteiros. Chega uma fase da vida que pensamos que todos os amigos estão apaixonados, felizes, casando, e só nós estamos solteiros. Isso é mentira! Uma vez, quando passei por esta fase, um amigo me disse: "Mari, olha o teu orkut. Você tem muito mais amigos solteiros que namorando, ainda mais casados!" E era verdade. Olhe seu orkut, sua agenda e conte. Você terá, no mínimo, uns 5 amigos solteiros. Precisa mais do que isso? Já pode fazer uma festa!!!!

4 - Pense na resposta da frase: "É com essa pessoa que você gostaria de casar?" Uma amiga me disse isso uma vez e foi libertador. Pense bem na resposta dessa pergunta. É esse o cara (ou a garota) que você quer que seja pai (mãe) dos seus filhos? Quer estar ao lado de alguém que já te faz sofrer hoje, imagine casado? Ele(a) tem o caráter do homem (mulher) que quer pra você? Responda pra si mesmo, sinceramente.

5 - Quando aquela vontade irresistível de ligar, ou bater na porta da casa dele (a), aparecer, ligue correndo para aquele amigo que você sabe que pode te trazer de volta à razão. E grite! Chore, chore muito ao telefone, xingue, reclame, peça para a pessoa te dizer todas as verdades que você precisa ouvir. E se prenda à conversa até a vontade passar. Passa, eu garanto.

6 - Tire da sua mente aquela imagem de perfeição do seu ex-amor. Pára com isso. Quando estamos deprês, começamos a formar uma imagem perfeita daquele que amamos. Esquecemos os defeitos, os sofrimentos que ele nos trouxe, e só pensamos no quanto ele é maravilhoso, perfeito e nunca encontraremos outro igual. BOBAGEM! Ele só está perfeito porque ainda o ama, olhe e analise atentamente. De repente, o relacionamento estava, ou estaria, horrível. Olhe aquela boca torta, aquela camisa horrível, aquele pé peludo e nojento. Veja como é, e não como queria que fosse. Se você está sofrendo, é porque ele(a) não é mais o que era, não te quer mais como queria, ou nunca te quis. Não fique apaixonada(o) pelo homem (mulher) maravilhoso(a) que ele(a) foi ao te conquistar. Aquele ser não existe mais. É como estar eternamente apaixonado por um defunto, não tem volta, você não voltará a vê-lo. Quer estar com um cadáver?

7 - Lembra daqueles amigos solteiros acima? Entre em contato e marque uma saída. Mande um torpedo, um scrap, ligue chamando para sair no próximo final de semana. Você só precisará fazer isso uma vez. No final de semana seguinte, vão te procurar, e isso se tornará uma rotina saudável e divertida. No primeiro encontro, você vai falar o nome dele(a), ou pensará nele, o tempo todo. No segundo, falará um pouco menos, no quinto, quase não falará, no décimo, já estará com outro(a)... Se não estiver, literalmente, estará, ao menos, com outras histórias, de outras pessoas, pra contar. Pode ter certeza.

8 - Não seja tão careta e certinha (o). É, pode parecer superficial e pequeno de minha parte, mas não seja tão correto. Permita-se loucuras. É esse o momento de fazer aquelas coisas que não fazemos nunca. Beijar na boca em boate (mais de um(a), até - e nem me venha fazer o tipo "não consigo ficar sem conhecer, não vejo graça, não sou assim". Sabe, sim, e pode ser divertido! Só seja cautelosa(o), pelo amor de Deus, e se proteja), encher a cara (e ter um bom amigo por perto pra te ajudar a não pagar mico - Por sinal, uma amiga minha só começou a sair para beber aos 27, curando uma dor-de-cotovelo, e deu certo), ir naquele lugar que normalmente você não iria "de jeito nenhum", pular de bungee-jump, asa delta, ou qualquer coisa do gênero, ir a parques, viajar sozinho, sentar em algum lugar sozinho, só para testar seu poder de aproximação e atração. Não podemos aloprar o tempo inteiro, mas se for pra curar uma fossa é permitido.

Ufa! Estas são todas as regras e razões que escolhi para estar sempre feliz. Sentimentos não somem da nossa vida da noite para o dia, mas se a gente não tomar a iniciativa, ninguém tomará por nós. O mundo está repleto de pessoas, conheça e encontre as suas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no dicasderelacionamento@hotmail.com .


Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Siga meu Facebook