sábado, 24 de março de 2012

O mito da ex-namorada.

/ /
Achei está postagem em um blog bem interessante na net  da Janaina Pupo e gostaria de compartilhar com vocês, deixem nos comentários as opiniões. Abraços
 



Olá meu povo querido!

Quem já não carregou ou carrega uma pedra, um pedregulho ou até mesmo um paralelepípedo no sapato?
Seu namorado antes de te conhecer era monge, padre, assexuado ou algo do tipo?
Não?
Então com certeza ele tem uma ex-namorada (ou várias) ou ex ficante, né não?

E quantas vezes você se pegou pensando no teu bofe nos braços da ex, aos beijos com a ex, trocando carícias com ex, enroscando as pernas com a ex, trocando suor com a ex, transando loucamente com a ex, gozando deliciosamente com a ex, fazendo tudo o que faz com você com a ex? Calma, respira, não chora (e nem arranque os cabelos).

Tá, mas você não a conhece, nunca a viu e a imaginação vai além:

“Será que ela faz a lasanha (ok, pode ser miojo) melhor que a minha? Será que ela é gorda, magra, feia, bonita, espinhenta? Será que os seios dela são mais firmes que os meus? E celulite, será que ela tem bunda pra isto? Será que ela tem pé de pedreiro, unha encravada ou pé de princesa? Será que ela tem chulé? Será que se depila bonitinha? Será que ela fica chata como eu quando está de TPM? Será que ela é boa de cama? Será que ela já pagou mico na frente dele, como peidar, arrotar? Será, será, será?”

Que tortura, heim?

Eu sei, a imaginação é uma arma, uma faca bem pontuda e afiada, que nos faz construir castelos e nem sempre são castelos encantados e sim, assombrados!

Ana Paula, uma leitora, contou o seguinte:

“Eu deveria me preocupar com as dívidas, aluguel, prestações do carro, o meu estudo, trabalho, mas minha grande preocupação é com a ex do meu namorado. Fuço os e-mails dele, Orkut, facebook, carteira, celular, tudo pra ver se a dita cuja reapareceu. O pior é que no fundo, sei que ela não quer mais nada com ele, mas meu receio é por sentir que ele ainda gosta dela. Tenho medo até de ir a lugares em comum que eles freqüentavam e dar de cara com ela. Nunca a vi pessoalmente e não quero ver essa fulana nem pintada de ouro!”

Pois é Ana Paula, a ex do seu namorado está dominando a sua vida e pode ter certeza que se você continuar agindo deste jeito, vai cavar cada vez mais fundo o próprio buraco para o término do teu relacionamento.

Acho que o melhor remédio pra destruir essa sua insegurança, é dar de cara com ela quando você estiver com o seu homem e mesmo que você se morda de ciúme, não desça do salto. Cumprimente-a, seja educada e mostre que você confia no seu taco. Afinal, se acontecer de você dar de fuça com a ex do seu bofe e agir como “a possessiva”, não olhar na cara, empinar o nariz, fingir que não sabe quem é“aquelazinha”, sabe o que vai acontecer?

A falecida (a ex) vai ficar por cima, toda se achando (e claro que você vai estar dando motivos pra ela se achar a toda poderosa), pois a mulher tem um faro desgranhento, bem apurado... a mulher sente a insegurança da outra e aí, ela vai sacar que você está com o rabinho entre as pernas, toda se “borrando” com ciúminho ou ciumão(quanto mais insegura, maior o ciúme).

Veja bem, se o namoro terminou, na maioria das vezes é porque ambos estavam insatisfeitos com algo, pois se tivesse tudo as mil maravilhas não teriam porque o romance terminar, certo? Então, não fique se preocupando com o passado do teu namorado, com a ex, pois o que realmente pode ser preocupante é “o novo”, as garotas novas que ele pode vir conhecer.

Só que ex é tipo tatuagem, não tem como “apagar totalmente”. Ainda mais se o casal teve uma relação longa, dividiram momentos importantes (bons e ruins), tiveram uma história juntos, ou seja, você tem que engolir.

Muitas “ex-namoradas” levam a fama de “bruxa megera” à toa, sem ter motivo, apenas por implicância da “namorada atual”.

Acredito que esse texto não seja tão direcionado aos homens, pois geralmente, os moçoilos agem com a razão e não ficam cheios demimimis perdendo tempo achando que o ex de sua garota pode ser grande ameaça para ele. Claro que tem rapazes ciumentos, possessivos, mas no geral, as mulheres são mais “desesperadas” com a relação, super protetoras.

Por isto, se a ex do teu bofe não te perturba, se ela está lá vivendo a vida, aproveitando, fazendo a fila andar, enquanto você está aí se torturando com pensamentos, com o cu apertado de tanta insegurança, pare e pense: Com quem o cara está namorando?
Com você, não é?

Tá, mas aí você pode me perguntar: “E se a ex virou amiga?”
Vou deixar pra falar disto num outro post, ok?

Pare de bancar a bitolada, a possessiva, a carne louca. Viva cada momento da melhor maneira, nada de se prender num passado que nem é seu. E não fique toda hora cutucando seu namorado, fazendo perguntas sobre a ex, porque cada vez que você faz isto, ele se lembra dela, sua tonta!
A maioria dos homens adoram a mulher segura, confiante e madura.


Como diria Belchior:

“E o passado é uma roupa que não nos serve mais!”

Ninguém é dono de ninguém, hoje você é a atual, mas quem garante que amanhã você não será a ex, a monstra, a megera, a fantasminha “camarada”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no dicasderelacionamento@hotmail.com .


Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Siga meu Facebook