segunda-feira, 9 de abril de 2012

SEXO: dicas para impressionar um homem na cama

/ /




1- Invista em um bom filme pornô com ele. Nada de filmes com historinhas pornográficas, o melhor é partir logo para os de cenas com sexo explícito, que os homens agradam mais.


2- Vá a um Sex Shop, os brinquedos eróticos  fazem sucesso entre quatro paredes. Gel comestível com algum sabor para sexo oral  deixa essa parte da brincadeira ainda mais gostosa. 

3- Não deixe de usar uma lingerie,  todo homem gosta de mulher vestida com uma lingerie bacana. Se ela for combinada com um  salto altíssimo, o efeito é ainda mais avassalador.

4-  Seja ousada, homens detestam mulheres com "nojinhos", "frescurinhas". Se tem nojo de sexo oral, pra começar a se familiarizar com o assunto, tente fazer debaixo do chuveiro, chame-o para um banho juntos e comece por lá. 

5-  Quando estiverem juntos não fale de problemas pessoais, isso broxa qualquer um.

 Abaixo deixarei o texto do escritor que eu amo demais o :  J. Antônio pra complementar o artigo:






Meninas, vocês conhecem a Stoya? Eu conheço! E direi que o seu namorado também conhece. A Stoya, garotas, é uma atriz muito especial. É pornô. Mas um pornô de outro nível. Palavra. É como se fosse a Charlotte Gainsbourg da sacanagem. Com a Stoya na tela, uma transa não é uma transa. É uma arte.
A Stoya pinta o sete e o sessenta e nove.
Com a Stoya na tela, moças, um pinto é um Picasso. E o pinto, sendo Picasso, pinta a tela em preto e branco, com muito requinte, com sofisticação. Bruna Surfistinha é coca-cola. Stoya é frisante.
Te juro, meninas: conheçam a Stoya!
SEXO E UMA ENTREVISTA REVELADORA
Tudo isso pra dizer que dia desses eu vi a Stoya. E foi aqui mesmo, na Marie Claire. Ó.
Como sempre, foi uma emoção. Foi uma comoção. Delírio sensual. 40 graus de febre. Desejo e paixão. A Stoya é musa do verão.
Verão! Faz calor, meninas. Faz calor. E é natal! O peru voando, a farofa assando e a Stoya ensinando, meninas! É natal, faz calor, mas hoje vai nevar algodão, vai nevar açúcar!
Porque fazia tempo que eu não via, em uma entrevista, uma mulher falar coisas tão certeiras sobre as preferências de um homem na cama.
Essa sabe.
Mas não sabe tudo! E hoje eu vou dizer o que a Stoya não disse. Hoje eu vou completar a Stoya! Prometo prazeres. Quatro dicas pra arrepiar na cama. Vamos lá:
1) SEJA SEM VERGONHA
A Stoya disse: “Com autoestima e sem-vergonhice, qualquer mulher pode se transformar em um furacão na cama”.
Eu digo: verdade! Dia desses, por exemplo, eu publiquei um post falando justamente disso. Homem gosta de mulher que seja atiradinha na cama. Escrevi e muita leitora não entendeu. Teve quem rebateu dizendo que homem é careta, que homem gosta de princesinha pra namorar, que homem quer santa.
Não! Três mil vezes não! Vocês é que acham isso. Homem adora mulher que já no primeiro sexo dá a entender que o céu, o telhado, o teto de espelho é o limite. O que não quer dizer que você precisa fazer de tudo, topar de tudo. Não é isso. Mas o pecado mais mortal do sexo pra um homem é notar que a moça tem umas frescurinhas, faz umas caretinhas, é muito parada, tá com sono na alma. Eu sei, eu sei. A gente também precisa se esforçar. Mas o post aqui é sobre como impressionar um cara. E pra impressionar um cara, tem que se entregar.
E como fazer isso, João? Uai, não sei. Você que sabe, me surpreenda. Você tem seu estilo. Pode ser falando sacanagem, pode ser tomando as rédeas e oferecendo as suas posições prediletas, mas o ponto mesmo é querer estar ali. Homem percebe quando mulher gosta (embora a gente nem sempre perceba quando você goza).
2) PREOCUPE-SE COM O SEU PRAZER
A Stoya disse: “Eis um segredo sobre os homens — que eu espero que eles não leiam: basta tocá-los no pênis que eles ficam felizes. Então, preocupe-se com seu prazer, não com ele. Homens são fáceis e ficam felizes se estão com o pênis duro. Quanto mais duro ficarem, mais vão se lembrar da transa”.
Eu digo: mais ou menos, Stoya. Ou melhor, quase isso. A verdade é que não basta tocar no churrinho do garoto, não! Mais do que eriçar o nosso mastro, o homem gosta mesmo de saber (ou achar) que está dando prazer. Taí um ponto que pouca mulher pesca: se você estiver gemendo com aquela sinceridade, se a gente sentir que você tá curtindo, o nosso pinto é o menor dos detalhes (ou o maior dos detalhes, que a gente traumatiza!).
O ponto é: há uma verdade que a Stoya não sabe, e é: homens sempre acham que vocês é que têm sorte. Primeiro porque vocês não têm um pinto molenga pra fazer virar aço. Dois que todo cara sempre guarda a impressão de que jamais sentirá tanto prazer quanto uma mulher na hora de gozar. Nossa, meninas, as gozadas de vocês são tão… suspiradas, tão reais, tão interiores. A nossa quase nunca é assim. Daí que ver uma mulher gozar é quase como assistir aqueles chafarizes todo coloridos. Com águas que dançam. Gozem muito que a gente goza também.
3) DEPOIS DO SEXO, O TELEFONEMA?
A Stoya disse: “Não há relação entre transar na primeira noite e receber telefonemas no dia seguinte. A gente é que complica. Por isso, seja em cinco minutos ou em três meses, só transe quando você tiver vontade”.
Eu digo: verdade! Mas 80% de verdade. Faltaram 20%. Eis: homem muitas vezes não entende que precisa ligar no dia seguinte. O ponto é que, quase sempre, a gente fica igualzinho a vocês: querendo ligar, mas com medo de ligar. Moças, a manhã que sucede a primeira noite é ainda mais difícil que a primeira noite. A gente se mói de pavor e vontade de saber se mandou bem ou não mandou bem: na conversa, na roupa, no sexo.
Daí que existem cafés da manhã seguintes que são mesmo uma tortura: a colher numa mão, o celular na outro, o sucrilhos na boca. Esse medo, essa tensão sempre será assim. Portanto, voltando à nossa Stoya, aproveitem o sexo, transem com vontade e não encanem com o telefonema. Se vier, veio. Se não vier, não veio por um milhão de motivos: ele não gostou, ele gostou, ele tá com vergonha, ele esqueceu…
Relaxa.
4) A MALUQUICE DO SEXO ORAL
A Stoya disse: “Eu adoro e faço bem quando admiro a beleza e a força do pênis que estou chupando. O resto flui naturalmente. Cada pênis e, consequentemente, cada homem gosta de um jeito. Sugar, friccionar e manobrar com a língua são coisas que temos de experimentar com cada novo parceiro. E não se preocupe: se você estiver mandando bem, saberá. Os homens emitem sons muito espontâneos quando sentem prazer. Use todos os seus truques e, se ele fizer ‘ohhhh’, é porque funcionou”.
Eu digo: Verdade, 350% de verdade! Cada homem é um universo oral em crise. E o truque é justamente esse aí que ela contou: testa. Homem é bezerrão, se gostou da mamadinha, faz biquinho, faz barulhinho. A gente é fácil. Vocês é que são complicadas. Te juro, descobrir como fazer um bom boquete numa mulher figura entre as grandes dúvidas da existência masculina. Mas descobrir quando um homem tá adorando o mamaduque que você faz nele é mole: se ele não empurrar sua cabeça pra longe, se ele gemer, se ele gozar, ganhou!



Tem uma dúvida ? Escreva para  Fórum de discussões.

Um comentário:

  1. Adorei o post.
    Esclarecedor, interessante e nada vulgar. Parabéns!

    ResponderExcluir

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no dicasderelacionamento@hotmail.com .


Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Siga meu Facebook