quinta-feira, 4 de abril de 2013

Como ajudar alguém que se corta ou auto mutila?

/ /

Depois que escrevi o artigo sobre automutilação, recebo todas as semanas perguntas sobre como ajudar alguém que se corta.  A reposta mais coerente que posso dar é: Procure um profissional! Se seu carro quebrou você procura um mecânico, se você está com algum tipo de dor procura o médico, e se está com tipo de sofrimento mental/emocional deve procurar um profissional das ciências Psi (psiquiatra, psicólogo, psicanalista).
     Mas, como o objetivo desse blog é diminuir o sofrimento das pessoas, e como essas perguntas vêm de gente aflita, vou passar algumas dicas que podem ajudar.

Saiba mais:
Ensine essa pessoa a se expressar de outras formas

    A automutilação é sobre tudo uma tentativa de comunicar um sofrimento, é um grito amordaçado que ninguém ouve. Pessoas que costumam se cortar tendem a diminuir a incidência desse comportamento quando passam a praticar alguma forma de arte:
  • Teatro
  • Desenho
  • Pintura
  • Literatura
   Essas atividades fazem com que o individuo aprenda outras formas de expressar a sua dor. Recentemente indiquei uma adolescente que se cortava para uma escola de teatro e alguns meses depois um professor entrou em contato comigo, pois a adolescente era muito criativa e expressiva.
  A escrita, por ser a mais fácil de praticar e não precisar de exposição é a mais praticada por quem sofre deste transtorno. Orientar a pessoa a ter um diário onde ela possa desabafar e expor os seus sentimentos pode trazer grande alivio.
Escute o que ela tem a dizer

   Se alguém se mutila é provável que ela tenha algo a dizer, porém não sabe como e com quem se abrir e se você se dispôs a ajudar comece a fazer isso simplesmente ouvindo. Porém tenho que  lembrar que ouvir não é dar conselhos, não é falar mais que o outro, não é fazer várias perguntas e não é julgar. Ouvir e deixar que o outro fale do que está sentindo.

    De modo geral os automutiladores, falam coisas que em muitas vezes parecem incoerentes e sem sentido, mudam de assunto e se emudecem repentinamente, por isso é necessária muita paciência para conversar com eles.
        

Ajude a lidar com a mãe

      E muitos casos, o indivíduo se corta como se a pele simboliza-se uma ligação com uma mãe que nunca deixa ir.  Existem casos ainda em que o paciente acredita que o seu corpo não lhe pertence, pertence na verdade a mãe (mais comum em casos de transtornos psiquiátricos graves).  O que quero ilustrar é que em casos de automutilação a relação da pessoa com a sua mãe é sempre diferenciada (para não dizer problemática). É bem comum que a mães de pessoas que se automutilam sejam super protetoras e intrusivas, que dificultam ou impedem que seus filhos se tornem seres independentes e donos de suas vidas. Dessa forma, dar subsídios para que a pessoa aprenda a lidar melhor com a própria mãe é de grande ajuda.

Conheça os conflitos dela

     É provável que o auto mutilador possua diversos conflitos e problemas com os quais ela não consiga lidar:
  • Bullying
  • Problemas com os pais
  • Questões de identidade
  • Problemas de família
   E tantas outras dificuldades que uma pessoa possa ter. Esses problemas podem ser enormes para ela, mas podem ser de solução fácil para você. Outros conflitos podem depender da mudança de comportamento de diferentes pessoas, o que pode ser mais difícil  resolver. Difícil, mas não impossível.

   A possibilidade de essa pessoa ter outros transtornos mentais associados (depressão, ansiedade, síndrome do pânico, transtorno de personalidade borderline, esquizofrenia) é grande por isso é importante que um especialista cuide do caso.

     Espero que essas dicas possam ajudar. Se existirem maiores dúvidas deixe sua pergunta nos comentários.   


3 comentários:

  1. muito boas suas dicas! é isso aí um ajuda o outro, quando todos por amor se dispoem a ajudar tudo pode vir a ser melhor, para todos

    ResponderExcluir
  2. Queria que me dessem conselhos pra mim dizee pra minha amiga por que ela se corta e eu fico preocupada com ela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aconselhe-a a consultar-se com um psicólogo.

      Excluir

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no

email dicasderelacionamento@hotmail.com

Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga meu Facebook