segunda-feira, 4 de junho de 2012

Sexo anal: posições ousadas, de iniciante ao nível mais avançado. Experimente!

/ /
Sexo anal: posições ousadas, de iniciante ao nível mais avançado. Experimente!


As mulheres mais incendiárias na cama não vivem sem. E até aquela sua amiga com cara e certificado de boa moça confessou que não vê a hora de experimentar. O hit do momento quando se trata de prazer é um velho conhecido tabu: o sexo anal. "Ele faz parte de quase todas as minhas transas", conta a advogada Cecília, 29 anos. "Já cheguei ao orgasmo apenas com penetração por trás e a sensação de poder, de fazer o que pouquíssimas mulheres ousam praticar, é incrível", garante ela. Orgasmo? Sim, é possível chegar lá pela porta dos fundos. "O ânus está cheio de terminações nervosas, é ultrassensível à dor, e por consequência ao prazer também", explica o urologista e terapeuta sexual Celso Marzano, autor do livro O Prazer Secreto. E, apesar de não apresentar um botãozinho mágico como o clitóris, algumas de suas inervações estão interligadas às da vagina. Mariana, 26 anos, já sentiu essa ligação bombástica: "Parece que o clitóris fica mais sensível conforme meu namorado se encaixa. Aproveito para me masturbar. A sensação é intensa".

Ok, a brincadeira pode ser bem dolorida também. Se o bonitão forçar a barra, o esfíncter, músculo da região anal, contrairá como defesa do corpo. E aí vai arder como chama! Mas para tudo há um jeitinho. "Seu amor pode encostar o pênis sem fazer pressão e esperar que o músculo relaxe para depois iniciar a penetração", orienta a sex trainer Fátima Mourah. "Vale pedir a ele que dedilhe a área ao redor, dê beijos e lambidas", orienta a sexpert. "O erro é deixar que deslize o pênis como quando entra pela vagina’, avisa Cecília. "É melhor encaixar o dito-cujo como se fosse um parafuso, fazendo pequenas rotações para vencer a resistência com menos dor", ensina a praticante. Quer mais ideias? Aqui há posições e todo o apoio técnico que você precisa.

Exploração à 10ª potência


Passagem dupla


4 posições de ataque 


Facilitando o free pass

Fonte: Amora Fortes e Letícia Pauli - nova.abril.com.br  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no

email dicasderelacionamento@hotmail.com

Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Siga meu Facebook