segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Procura-se Amor

/ /




Nunca encontrei egoísmo no amor. Amor sempre quer dividir, amor sempre quer compartilhar, amor sempre quer encontrar. Sempre deseja se encontrar no outro. Sempre busca encontrar novamente. Sempre, sempre e só mais uma vez que nunca termina.

Não existe escolha quando se ama. Somente se ama. Amar é a única escolha. Única saída de emergência para não se afundar. É a estrada de mão única com duplo sentido, sem acostamentos, sem local para estacionar. Quem ama nunca para. O amor nunca fica parado, amor nunca nos deixa de lado, sempre nos convoca a participar.

Já vi tantos amores e ainda assim não conheço todas as cores. Já vivi tantas dores e ainda não sarei de todas. Amor é conhecimento. Do outro e de si mesmo. Conhecimento a gente busca. Só se conhece e adquire condição de amar o outro quem se ama primeiro.

Amar é condição. Amor é compreensão.

Só conhece o outro quando se ama, pois conviver com os defeitos também é um dos deveres de quem ama.
É quase que uma obrigação boa. Defeitos não são curados com cobranças e sim com dívidas de amor. Compreende-se o outro dentro de si mesmo. É guardar sempre o melhor de alguém.

Se no início você diz que ama e depois de algumas decepções você passa a dizer que odeia, a verdade é que você nunca amou de verdade. Nunca amou nem de mentira. Amor é blindado contra as decepções. 
É imune ao veneno do erro repetido. Amor pode mudar, pode subir ou descer de escalas e graus,pode mudar de degraus, porém sempre será amor. Não se deixa de gostar quando se ama. Sempre terá gosto de amor.

Amor traz crédito de confiança para um caráter inadimplente. É o gole de confiança que muitos necessitam para matar a sede de ser alguém melhor. Para ser diante de olhos sedentos.

Guardar para si mesmo não tem nada a ver com amor, resistir a um eu te amo é um insulto inconsequente,pois mesmo que não seja a verdade do outro o que importa é o seu amor. Quando se ama se entende das mais estranhas atitudes. Aí surge a compreensão. Responder o doce com o amargo é um soco na cara do amor. 

Somos menos quando estamos longe do amor, somos secos quando não bebemos dele, nos escondemos, não mostramos o melhor dos lados da moeda. Somos pobres. Não temos mais nada quando não temos amor. 

Nosso maior temor passa a ser a própria falência de atitudes, pois sem amor perdemos muitas vontades. 

Vontade de procurar, vontade de encontrar, vontade de ser, vontade de abdicar.

Abrir mão é sinal de carinho. Abrir-se nas mãos de alguém é o sinal de que a procura chegou ao fim e mesmo assim será só o começo na atitude de amar.

Procura-se amor e mesmo com o amor ao nosso lado a procura nunca irá terminar. 

Amar é um mar de sede sem fim.



O Dicas de Relacionamento tem um novo escritor é o Walter Oliveira, escreve textos e crônicas é dono do Acervo Léxico.
Tem um vasto cardápio de literatura por lá. Não deixem de visitar.


W.O.

Um comentário:

  1. Muito bem explicado.Queria tá amando alguém e cuidando dessa pessoa..

    ResponderExcluir

As respostas no Blog não tem custo algum, mas devido a quantidade de perguntas você tem que esperar na fila em torno de 5 a 10 dias

Precisa de uma resposta urgente, marque uma consulta particular no

email dicasderelacionamento@hotmail.com

Se algum texto publicado por aqui for de sua autoria, nos envie o link para que possamos dar os créditos. Se não autoriza a publicação de seu texto por aqui nos comunique que retiramos.

A edição desse Blog se reserva ao direito de deletar, sem aviso ou consulta prévia, comentários com conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão, spams ou, ainda, que não sejam relacionados ao tema proposto pelo post do blog ou notícia.

Volte sempre: Déia Fargnoli

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga meu Facebook